fbpx
diversidade religiosa nas empresas

Como lidar com a diversidade religiosa nas empresas?

Recrutamento Digital: tudo que você precisa saber em um só lugar!

A diversidade religiosa nas empresas oferece uma série de vantagens. A criação de uma cultura mais plural, o aumento da capacidade de inovação, o exercício de respeito mútuo, a motivação e a melhoria do ambiente de trabalho são exemplos disso.

Entretanto, é necessário saber lidar com a diversidade na empresa. Isso não significa suprimir o que é diferente ou desestimular talentos de religiões diversas. Significa abraçar o que é diferente, mostrar que a diversidade enriquece e soma sentido a tudo na vida.

Pensando na importância do assunto, criamos este artigo para você. Adiante, explicamos como lidar com a diversidade religiosa nas empresas. Continue lendo.

Crie um ambiente de trabalho diversificado

O primeiro passo é criar um ambiente diverso. Tal diversidade deve ocorrer em muitos sentidos, como em termos de orientação sexual, idade e etnia. Se você conta com um time de trabalho muito homogêneo, manda a mensagem errada (em termos de diversidade).

O mesmo vale para a religião. A população brasileira é majoritariamente cristã, sendo sua maior parte católica. Contudo, existem vários outros tipos de religião, como budismo, islamismo e judaísmo. Também, existem profissionais ateus ou deístas, que devem ser apreciados.

Deixe claro que o respeito é prioridade

À medida que você investe na diversidade religiosa, sua equipe de trabalho se torna mais heterogênea. Ou seja, há mais pessoas com crenças, valores e hábitos diferentes e isso pode ser um desafio. Portanto, deixe claro: o respeito coletivo é algo prioritário.

Planilha de recrutamento

Tal exercício de respeito deve partir da alta administração. Os líderes, sobretudo o CEO, deve lidar bem com a diversidade e utilizar isso a favor da empresa e dos clientes, bem como para o crescimento do próprio time. Com respeito, a diversidade será aproveitada.

Mostre os vários pontos em comum

É verdade que as religiões divergem em alguns pontos, mas em vários outros coincidem muito bem e enviam uma mesma mensagem: a de que é preciso amar outras pessoas, fazer o bem para o próximo e viver em harmonia com a natureza. Utilize essa intersecção!

Mensalmente, faça reuniões de crescimento. Todos podem participar. O objetivo não é discutir religião, mas compartilhar conhecimentos capazes de melhorar as pessoas e o mundo. Desse modo, com o tempo, os pontos em comum se tornarão mais nítidos.

Não pactue com maus exemplos no expediente

Abraçar a diversidade é um exercício de tolerância. Para tanto, você nunca deve pactuar com maus exemplos. Agressões a outras religiões, sobretudo àquelas minoritárias, deve ser algo combatido e punido pela empresa, podendo levar até mesmo à demissão. À medida que o mau comportamento não é reprimido, ele se repete e pode levar a problemas maiores. O clima organizacional é deteriorado, o número de conflitos torna-se maior e o turnover cresce. Portanto, nunca pactue com agressões ou maus exemplos.

Agora você está por dentro do assunto. Quando a diversidade religiosa nas empresas é abraçada e bem administrada, pode-se criar um ambiente de mais equidade e crescimento. Além de tudo, para ter sucesso nessa missão, é preciso investir na seleção de profissionais talentosos, alinhados aos valores da empresa e que tenham algo a agregar.

Gostou, não é mesmo? Então, aproveite para compartilhar nosso artigo em suas redes sociais e deixar seus amigos por dentro desse tema tão importante. Vamos lá!

Guia completo para a otimização de processos de recrutamento

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa