fbpx
experiência do candidato

Quais as consequências de uma experiência do candidato negativa?

Recrutamento Digital: tudo que você precisa saber em um só lugar!

A imagem da empresa no mercado é fator determinante para que ela ocupe o seu lugar de destaque no mundo dos negócios. Por esse motivo, a organização precisa ter cuidado para que a experiência do candidato não seja negativa durante o processo seletivo. Experiências ruins, como atrasos, ambiente hostil, preconceito, falta de feedback depois da entrevista e outras ações desagradáveis comprometem a conduta da empresa como um todo.

Quer compreender o que a experiência negativa de um candidato pode influenciar na marca da empresa? Continue a leitura!

O que torna a experiência do candidato negativa?

O setor de recursos humanos é o responsável pelos processos de recrutamento e seleção de uma empresa e é esse setor que realiza as ações e respostas aos candidatos que serão possíveis talentos da organização. Nesse tempo de seleção, o responsável pela seletiva deve ter cuidado para não realizar atitudes que despertem uma experiência negativa no candidato, por exemplo:

  • excesso de etapas no processo seletivo (longo e cansativo);
  • testes de conhecimento e habilidades que não se referem à vaga ofertada;
  • informações e instruções pouco esclarecidas para a candidatura ou no decorrer do processo;
  • dificuldades para falar com os recrutadores e outras falhas de comunicação.

Quais são as possíveis consequências da experiência negativa do candidato?

O processo seletivo de uma empresa deve ser muito bem estruturado, para que não deixe resquícios que possam comprometer a conduta da instituição. A experiência negativa de um candidato durante o processo seletivo pode trazer diversos transtornos para a organização e, assim, causar certo impacto no mercado e deixar algumas consequências.

Planilha de recrutamento

Observe:

  • a desmotivação das pessoas para se candidatar nos processos seletivos;
  • o enfraquecimento da empresa no mercado;
  • a propagação de informações negativas sobre a empresa (em diálogos, sites e redes sociais);
  • perda de candidatura de profissionais extremamente habilitados para o cargo;

Qual é o papel do employer branding nesse sentido?

O employer branding é um conjunto de estratégias e ferramentas que consolidam a empresa como uma marca de valor no mercado e deixam essa ação transparecer. Ele já é feito no processo de recrutamento e seleção de empresas mais evoluídas no mercado, como as startups. Tudo deve iniciar por um RH estratégico, que faça com que o employer branding seja uma cultura forte da empresa. Assim, será possível reter os melhores talentos e compor uma equipe de alta performance para prestar serviços de grande valor.

Uma empresa com uma conduta positiva e que seja referência no seu mercado de atuação consegue reter os melhores talentos por um custo baixo durante um processo de seleção. Afinal, os candidatos já sabem onde querem trabalhar e por que querem fazer parte daquele grupo de colaboradores. Outro ponto positivo do employer branding é ser um atrativo para os clientes, pois uma equipe coesa presta os melhores atendimentos e incentiva a fidelidade do consumidor à empresa.

Diante do que foi exposto, a organização deve se alertar para a experiência do candidato durante o contato dele com a empresa. Expor a companhia a fatos comprometedores é um grande risco. Por isso, é essencial que a instituição trabalhe o employer branding do seu negócio, para que ele seja referência em marca empregadora.

Percebeu a necessidade de administrar muito bem um processo seletivo? Agora, que tal ler este artigo sobre employer branding para colocar em prática na sua organização?

Guia completo para a otimização de processos de recrutamento

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa