fbpx
ROI de treinamento

Conheça mais sobre o ROI de treinamento e veja como usar

Recrutamento Digital: tudo que você precisa saber em um só lugar!

Um dos grandes desafios de quem atua com RH é saber como calcular o retorno sobre o investimento no setor. E isso demonstra a importância de garantir os recursos necessários para uma boa gestão das atividades. Assim, o ROI de treinamento ajuda bastante.

Existem outros modos de demonstrar resultados, mas nenhum deles consegue mensurar de modo concreto a relação entre investimentos e benefícios. Além de tudo, o ROI contribui com a valorização dos profissionais de gestão de pessoas. Ao continuar a leitura, você vai entender o processo e poderá calcular o seu ROI de treinamento. Confira!

O que é ROI?

Antes de definir o que é ROI em Recursos Humanos, vamos começar por uma definição genérica. Afinal, o método costuma ser aplicado em várias formas de investimento — principalmente os direcionados às vendas, publicidade e sistemas.

A sigla tem origem no termo em inglês Return Over Investment, que podemos traduzir como Retorno sobre o Investimento. Em princípio, a fórmula é muito simples. Basta somar todo o investimento em uma atividade, descontá-lo dos ganhos obtidos e gerar o total do ROI, ou a rentabilidade do investimento.

A dificuldade costuma estar em apurar todo o retorno obtido com a estratégia de recrutamento e seleção, por exemplo, ou mesmo com um software. Mas já vamos desvendar os detalhes para você! Por enquanto, considere que a fórmula de ROI resulta em um índice e não apenas o total de retorno:

ROI = (Resultado obtido – Investimento) ÷ Investimento

Imagine um investimento de R$ 20 mil em treinamento financeiro. Ao final do processo, a equipe aplica o que aprendeu e consegue economizar R$ 100 mil mensais daquele momento em diante. Nesse caso, o ROI no mês seguinte é de:

ROI = (100.000 – 20.000) ÷ 20.000

ROI = 80.000 ÷ 20.000

ROI = 4

Por que o ROI é valioso no RH?

Entre as tendências no RH, o ROI é importante pela necessidade de comprovação de resultados, valorização dos profissionais envolvidos, garantia de que os investimentos continuem e, preferencialmente, de que eles aumentem conforme seja possível mensurar melhorias.

Além disso, o ROI serve de referência sobre o que pode trazer mais retorno e deve ser priorizado. Ou seja, não é apenas um indicador de rentabilidade do investimento, mas de efetividade dos resultados e de direcionamento.

Depois de um período fazendo esse tipo de levantamento, com um histórico apurado sobre os resultados, o RH pode direcionar os investimentos para o que comprovadamente funciona melhor, potencializando ainda mais a rentabilidade.

Como aplicar o ROI de treinamento no RH?

A maior dificuldade costuma ser o levantamento dos resultados obtidos, uma vez que eles nem sempre ficam muito claros. Por exemplo, digamos que a empresa investiu em um treinamento para aprimoramento de um fluxo de processos específico.

Nesse cenário, não foi possível identificar um retorno tão claro como o de redução de despesas do primeiro exemplo. Então, como calcular o retorno? Aqui, são várias as possibilidades, como estimar a economia gerada por uma determinada diminuição de erros nos procedimentos.

Também é possível avaliar se houve aumento de produtividade e quantificar o resultado com base no custo da mão de obra por hora. Por exemplo, digamos que uma tarefa que demorava um dia inteiro para ser concluída possa agora ser terminada em metade do tempo.

Ao considerar um único colaborador envolvido, que recebe R$ 100,00 por dia de trabalho, a economia é de R$ 50,00 por dia, pois a tarefa é realizada em apenas meio expediente. Se ela precisar ser feita 10 dias por mês, o ganho mensal será de R$ 500,00.

Nessas situações, é preciso agregar outro cálculo ao ROI, o chamado payback. Nessa fórmula, levantamos o tempo necessário para a recuperação de um investimento. Veja só:

O valor de um treinamento que gerou tal produtividade foi de R$ 2 mil. Como o ganho mensal é de 25%, serão necessários 4 meses para pagar o investimento. Portanto, o payback é de 4 meses. Ao longo de um ano, sobrarão 8 meses de ganhos para contabilizar, gerando um ROI de treinamento no primeiro ano de R$ 4 mil — duas vezes o valor investido.

Outra excelente demonstração de ROI de treinamento possível no RH costuma ocorrer no processo de seleção e capacitação. Contratações bem-sucedidas geram economias expressivas com a repetição do processo, dos treinamentos e demais tarefas necessárias a admissão.

Do mesmo modo, os ganhos obtidos com a adoção de recrutamentos online, da entrevista digital e outras modernizações que envolvam digitalização são mais fáceis de levantar.

Planilha de recrutamento

Como calcular o ROI de treinamento?

A essa altura já deve estar claro para você como calcular o retorno do investimento, mas, possivelmente, ainda esteja pensando sobre como mensurar resultados menos objetivos: nível de engajamento da equipe, aumento da motivação e assim por diante.

Em contextos assim, você não vai conseguir um levantamento muito preciso, mas pode usar valores de referência para estimar e comparar resultados. Para conseguir isso, será preciso definir critérios a fim de identificar as melhorias.

O aumento do engajamento pode ser levantado comparando a quantidade de vezes que cada colaborador sugere uma ideia de melhoria, por exemplo. Também pode ser por diferenças na pontualidade de chegada ao horário de trabalho ou o percentual de prazos cumpridos nas entregas de tarefas.

Depois, será preciso atribuir um valor a esses ganhos, o que depende de estipular quanto vale os prazos cumpridos para a empresa. Ainda que seja possível agregar outras métricas a esse levantamento — como o nível de satisfação dos clientes e o impacto de cada melhoria na fidelização de consumidores e na receita gerada —, o ideal é trabalhar com estimativas.

Como mostrar os resultados para a diretoria?

Agora que está mais claro como calcular o ROI de treinamento em RH, falta pontuar sugestões sobre como apresentar esses resultados. Antes de tudo, é preciso exercitar a empatia e pensar como a diretoria que, provavelmente, não estará tão interessada nos aspectos mais subjetivos — mesmo que você consiga mensurá-los com alto nível de excelência.

Pensando nisso, o ideal é se concentrar nos resultados mais objetivos. Mas o maior propósito é provar que os investimentos trouxeram resultados, o que costuma ficar evidente nos ganhos de aumentos das vendas.

Investimentos em ferramentas de RH também facilitam a demonstração de resultados, pois costumam aumentar a produtividade, que também pode ser facilmente medida com base no valor/hora, como demonstramos.

Talvez esse tempo economizado seja dedicado a tarefas mais estratégicas e menos operacionais. Isso tende a gerar um ganho ainda maior, mas o objetivo de provar o resultado do investimento foi cumprido.

Para concluir, podemos dizer que o ROI de treinamento permite provar que o investimento valeu a pena com a apresentação dos resultados objetivos, enquanto apresenta os ganhos estimados dos aspectos mais subjetivos para fortalecer a importância dos investimentos no setor.

Então, quer saber mais sobre como alcançar resultados de ROI altamente impactantes no recrutamento e seleção? Fale com um especialista da Weseek e solicite uma apresentação!

Guia completo para a otimização de processos de recrutamento

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.
Ops! Captcha inválido, por favor verifique se o captcha está correto.

Fale o que você pensa